Gazeta do Ceará

Compartilhe:

Notícias

Brasil, Ceará

Quinta morte por coronavírus no Ceará

Por Domitila Andrade (Jornal O Povo)

Após mais uma morte registrada no Ceará em decorrência de covid-19, somando cinco, o Estado se iguala a Pernambuco no número de óbitos pela doença no Nordeste. As duas unidades federativas são responsáveis por 77% dos 13 óbitos da região. Contudo, o estado vizinho soma menos registros totais da doença. Enquanto o Ceará tem 359 pessoas contaminadas pelo coronavírus, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), em Pernambuco. o número é de 73 confirmações, segundo o Ministério da Saúde (MS).

“Estamos apresentando um número alto de casos, e os óbitos são consequências. Estamos como o terceiro estado em número de casos. Algumas das hipóteses para isso pode ser o papel que Fortaleza ocupa como hub de aviação, com voos internacionais, com uma proporção maior que a dos outros; e a outra possibilidade é entender como está a realização de testes em cada local. Pode estar havendo alguma dificuldade de acesso. A gente pode estar fazendo mais diagnóstico”, analisa o médico infectologista do Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ) e professor da pós-Graduação da Universidade de Fortaleza (Unifor) Keny Colares. No Ceará, foram feitos 4.664 exames laboratoriais – 1.840 seguem em investigação.

As cinco pessoas – duas mulheres e três homens – que faleceram por agravamento do quadro de covid-19 no Estado tinham todas mais de 60 anos, com histórico de doenças crônicas e estavam em hospitais de Fortaleza. O quinto caso foi o de um homem de 71 anos. A faixa etária com mais de 70 anos tem letalidade no Ceará de 8%. Conforme Colares, a idade pode comprometer a resposta do sistema imunológico e é comum que essa faixa etária apresente quadros de outras doenças crônicas. Contudo, ele alerta que cerca de 20% dos óbitos na China, por exemplo, são de pessoas com idade menos avançada.

A região Nordeste é a segunda com maior número de registros confirmados da covid-19, somando 720 casos, e 13 óbitos (taxa de letalidade de 1,8%) – atrás do Sudeste com 2.342 casos e 115 mortes. A Bahia (com 154 casos) e o Rio Grande do Norte (68) registraram, cada um, uma morte ontem, além do óbito já registrado no sábado, 28, no Piauí.

Com o cálculo sendo feito a partir da proporção de pessoas infectadas pelo número de óbitos e levando em conta dados comparativos do Ministério da Saúde – em que os casos e os óbitos são os notificados até as 13 horas de domingo, 29 – o Ceará tem a sexta menor taxa de letalidade da doença dos 13 estados que apresentam mortes em decorrência da covid-19. No recorte da região Nordeste, Ceará tem a segunda menor taxa de letalidade (atrás da Bahia) entre os cinco estados com casos de óbitos.

Já em Pernambuco, essa letalidade é de 6,8% – número igual ao de São Paulo (com 98 mortes e 1.451 casos). O estado do Sudeste concentra 72% das mortes e 34% dos casos do País. Após o Rio de Janeiro (600 casos e 17 mortes), o Ceará segue como o terceiro em número de casos no País.

Concentrando 94% (338) dos casos de todo o Ceará, Fortaleza terá, pelo menos, mais cinco dias de repartições públicas fechadas. Seguindo decreto do Governo do Estado, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) assinou novo decreto que prorrogou o ponto facultativo nas repartições da administração pública municipal de Fortaleza para o período entre 30 de março e 3 de abril.

No Brasil, conforme o Ministério do Saúde, já foram confirmados 4.256 casos da covid-19 em todas as regiões. O dado representa 352 confirmações a mais do que o total registrado no dia anterior – um aumento de 9%. Foram informadas mais 22 mortes decorrentes da doença, que contabiliza 136 vítimas no Brasil. Com isso, a taxa de letalidade da doença no País aumentou e agora é de de 3,2%.

Fonte: O Povo Online Imagem: BBC