Gazeta do Ceará

Compartilhe:

Notícias

Brasil, Ceará

UFC envia peles de Tilápia para socorrer animais queimados no Pantanal

Três pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC), um biólogo, um enfermeiro e um médico veterinário seguem nesta terça-feira (6) para o Pantanal do Mato Grosso do Sul, levando 130 amostras de pele de Tilápia. A missão tem o objetivo de socorrer 30 animais que foram atingidos pelas queimadas no Pantanal em setembro passado.

Pele de Tilápia substitui curativos. Foto > Viktor Braga

No Brasil é a primeira vez que usamos a Pele de Tilápia para salvar animais. No Exterior já se usar a Pele de Porco para este fim. Aqui desenvolvemos esta técnica da Pele de Tilápia, que ia para o lixo na indústria pesqueira. Estamos aproveitando um material do peixe mais produzido no Brasil para fins salvadores”, destacou o coordenador do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM) da UFC, professor Odorico de Moraes.

Segundo a UFC, essa é a segunda vez que a Universidade envia peles de Tilápia para socorrer animais queimados. O primeiro envio foi para atender ursos da Califórnia (Estados Unidos).

Em agosto passado a UFC enviou 40 mil centímetros de pele de Tilápia ao Líbano, para socorrer queimados no incêndio do Porto de Beirute. “Sem dúvida se tratam de uma ação humanitária da UFC. É a Universidade fazendo valer seus estudos para colocar à disposição da sociedade, transformando a pesquisa que é feita dentro da Universidade em bem social”, ressaltou o professor Odorico de Moraes.

O NPDM tem capacidade também de preparar duas mil Peles de Tilápia. Essa meta é planejada para o início do próximo ano. o material poderá servir em casos futuros de vítimas de queimaduras em grandes desastres, como o do Líbano, conforme esclarece o coordenador do Projeto Pele de Tilápia e pesquisador do Núcleo, o médico Edmar Maciel. Essas 2 mil peles equivalerão a curativos de oito a dez centímetros por 15 a 20 centímetros, o que representarão, no total, em torno de 250 mil a 300 mil centímetros quadrados de pele de Tilápia, ressalta a UFC.

A Pesquisa ‘A Pele de Tilápia: Um Novo Biomaterial para Tratamento de Queimaduras, Feridas, Cirurgias Ginecológicas e Medicina Regenerativa”, realizada no NPDM da UFC ganhou o Prêmio Euro Inovação na Saúde, concedido pela indústria Eurofarma Laboratórios S.A. O concurso é tido como o mais importante da Medicina Brasileira.Em última etapa, o júri formado por médicos de todo o Brasil, definiu o Estudo Cearense como primeiro colocado. A premiação recebida pela equipe é de 500 mil euros. Foram inscritos 1.653 trabalhos inicialmente.

Fonte > Agência de Notícias da UFC